SSA NA MÍDIA

SSA Na Mídia
Veja também: NOTÍCIAS

Veja a participação do escritório em congressos,
seminários, palestras e eventos.

< voltar

10.08.2012

Grandes eventos esportivos no Brasil

Grandes eventos esportivos no Brasil

No dia 10 de agosto, com o apoio do Comitê Jurídico, a SWISSCAM realizou o Seminário Jurídico “Grandes Eventos Esportivos no Brasil” no auditório de seu associado Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira em São Paulo. A abertura do evento foi realizada pelo Diretor Jurídico da SWISSCAM, Dr. Gustavo Stüssi Neves (Stüssi Neves Advogados).

Veja a seguir um breve resumo escrito pelos palestrantes do seminário sobre os assuntos que foram tratados no evento. 

“Publicidade nos eventos esportivos - Ambush Marketing e Proteção aos Símbolos Oficiais”

Palestrante: Dra. Marina Inês Fuzita Karakanian (Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira)

O Brasil será a sede dos dois próximos grandes eventos esportivos mundiais, a Copa do Mundo de Futebol no ano de 2014 e os Jogos Olímpicos no ano de 2016. Com a aproximação desses eventos, que trazem altos investimentos e atraem um grande público, surgem dúvidas quanto à possibilidade de promover uma marca, de forma lícita, e sem ser um patrocinador oficial.

Face à legislação brasileira já existente e aos mais recentes Ato Olímpico e Lei Geral da Copa, há rigor e severas restrições quanto à prática dessa publicidade. Não é permitido usar marcas e símbolos oficiais da FIFA e do COI, além de ser considerado crime associar-se ou atrair atenção a uma marca que não seja de um patrocinador, o chamado Ambush Marketing (Marketing de Associação).

Não obstante tais limitações, verificamos propagandas inteligentes e criativas que, apesar da linha tênue da licitude que se encontram, torna-se difícil enquadrá-las nas proibições legais. De um lado, faz-se necessário coibir aqueles que se aproveitam de investimento alheio, e, de outro, considera-se a liberdade de expressão publicitária dentro dos princípios da leal concorrência.

“Incentivos Fiscais” 

 Palestrante: Dra. Maristela Ferreira de Souza Miglioli (Lautenschleger, Romeiro e Iwamizu Advogados)

No âmbito tributário, a legislação brasileira foi alterada em favor da FIFA, suas subsidiárias, emissora-fonte (divulgação de imagens e sons), prestadoras de serviços, parceiros comerciais e voluntários.

Exceto a FIFA, essas pessoas jurídicas estrangeiras deverão constituir uma Sociedade de Propósito Específico, serem licenciadas pela FIFA, habilitarem-se perante a Receita Federal do Brasil, indicarem um representante legal domiciliado no país e funcionarem até 31.12.2015.

Os benefícios fiscais são para a importação dos bens normalmente consumidos nesse tipo de evento, bem como nas operações internas decorrentes da organização e realização do mesmo. 

“Licitações e Contratos Administrativos” 

Palestrante: Dr. Felipe Ferenzini (Trench, Rossi e Watanabe Advogados Associado)

Para acelerar as obras da Copa do Mundo e Jogos Olímpicos foi instituído o Regime Diferenciado de Contratações Públicas - RDC (Lei 12462/2011), que modifica as regras gerais de licitações públicas.

As principais inovações do RDC são: instituição de orçamento sigiloso e possibilidade de contratação integrada, envolvendo a entrega de Projeto Básico e Executivo, além da obra. No último caso, em regra, serão proibidos aditivos ao contrato.

O RDC foi criado para obras e serviços relativos a tais Eventos Esportivos e Aeroportos. Mas, através de Medidas Provisórias, o Governo ampliou o uso do RDC para obras do PAC e Educação. Se estendido para a Saúde, como pretende o Governo, alega-se que 83% do Orçamento da União poderá ser gasto sob o RDC.

“Coberturas de Seguro e Resseguro para as obras de infraestrutura”

Palestrante: Dra. Débora Schalch (Schalch Sociedade de Advogados)

Avaliando a capacidade das Seguradoras sob o aspecto financeiro e tecnológico, a palestrante buscou responder à seguinte pergunta: “O mercado segurador brasileiro está capacitado a fornecer as coberturas e limites de indenização exigidos para o volume e porte das obras?”

Concluiu que, tecnicamente o mercado brasileiro está parcialmente capacitado, pois as seguradoras possuem expertise, mas incorrem em certos vícios, com apólices padronizadas que muitas vezes não são adequadas às especificidades técnicas e riscos de determinada obra. Quanto ao aspecto financeiro, entende que as seguradoras estão capacitadas, citando como fator preponderante a entrada de resseguradoras internacionais no país, observando que atualmente existem 95 autorizadas a operar no Brasil.

Fonte: http://swisscam.com.br/grandes-eventos-esportivos-no-brasil-campeonato-mundial-e-olimpiadas-

RECONHECIMENTO

Pelo quarto ano, A Schalch Sociedade de Advogados integra o seleto grupo de escritórios brasileiros na área de seguros e é recomendado pelo The Legal 500 Latin America 2021.

Leading Firm

O escritório é destaque na edição de 2021 do Chambers&Partners. O forte foco nos setores de seguro e resseguro, a expertise e o profundo envolvimento nos casos foram alguns dos destaques no reconhecimento do trabalho pela publicação.

Chambers Latin America

 

SSA é recomendada novamente pelo The Legal 500 Latin America 2019 na área de seguros.

Chambers Latin America

Schalch foi recomendada no Ranked Firm 2021 dos Melhores Escritórios de Advocacia em Seguros e Resseguros do Brasil, realizado pelo importante Editorial Francês Leaders League.

Chambers Latin America

 

Pelo segundo ano, SSA é recomendada pelo The Legal 500 Latin America 2017 na área de seguros.

Leaders League

 

SSA é recomendada pelo The Legal 500 Latin America 2016 na área de seguros.

Leaders League

Contato

São Paulo SP

55 (11) 3889 8996
55 (11) 3059 0060
55 (11) 4637 2281
55 (11) 4637 2300
55 (11) 4637 2301
 

Av. Brig. Faria Lima, 4509, 3º andar
ssa@ssaadv.com.br

logotipo da Schalch

© 2015 – Schalch Sociedade de Advogados. Todos os direitos reservados.