NOTÍCIAS

Notícias
Veja também: SSA NA MÍDIA

Acompanhe as principais notícias do setor de seguro,
resseguro, arbitragem e mais.

< voltar

28.03.2018

Empresas buscam apólices contra riscos cibernéticos

A seguradora inglesa Lloyd's prevê que os ataques de hackers causarão US$ 2 trilhões em prejuízos no mundo todo em 2020, destaca o Valor Econômico. Com isso, o crescimento do mercado de seguros para riscos cibernéticos é exponencial. Em 2017, o segmento gerou US$ 4 bilhões em prêmios nos EUA. O volume cresceu quatro vezes em apenas dois anos e deve chegar a US$ 10 bilhões em 2020.

No Brasil, o mercado ainda é incipiente, mas a percepção de risco tem elevado a procura das empresas por esse tipo de apólice. 'Não há estatísticas oficiais, mas estimamos que o volume de prêmios para risco cibernético no Brasil fechou 2017 em R$ 10 milhões, mas acreditamos que o mercado pode chegar a R$ 100 milhões nos próximos cinco anos', diz Maurício Bandeira, gerente financeiro da Aon.

A previsão tem como base a preocupação crescente das empresas com a segurança de dados. Uma série de incidentes nos últimos 12 meses abriu os olhos de executivos para o risco cibernético. O primeiro foi o ataque global do vírus WannaCry, em maio do ano passado, que infectou mais de 230 mil sistemas e chegou a paralisar linhas de produção de indústrias como a Renault, na França.

Ao mesmo tempo, as empresas se preocupam com novas regulamentações que aumentam a responsabilidade das organizações em relação à segurança de dados. Até o fim de maio, entra em vigor o Regulamento Europeu de Proteção de Dados (GDPR, na sigla em inglês), que terá impacto global. A nova regra europeia prevê multa de até € 20 milhões ou 4% do faturamento bruto das empresas em casos de vazamento de dados.

Por último, com impacto direto nas empresas brasileiras, a intervenção do Ministério Público Federal, exigindo que a Netshoes notifique dois milhões de clientes cujos dados foram vazados depois de um ataque cibernético. 'Embora o Brasil ainda não tenha uma regulamentação sobre segurança de dados, a ação do MPF vai levar o mercado a um outro nível de conscientização', avalia Mariana Ortiz, gerente de financial lines da seguradora Generali, no Brasil.

Fonte: Valor Econômico

RECONHECIMENTO

Pelo segundo ano consecutivo, A Schalch Sociedade de Advogados (SSA) integra o seleto grupo de escritórios brasileiros na área de seguros e é recomendado pelo The Legal 500 Latin America 2017.

Leading Firm

A edição 2017 do guia internacional sobre a América Latina The Legal 500, destacou Debora Schalch, como referência na área de seguros, incluindo-a na lista de “Recommended Lawyer”.

Recommended Lawyer

Contato

São Paulo SP

55 (11) 3889 8996
55 (11) 3059 0060
R. Groenlândia, 352
ssa@ssaadv.com.br

logotipo da Schalch

© 2015 – Schalch Sociedade de Advogados. Todos os direitos reservados.